Vereadores conhecem Planos de Prevenção em casos de Coronavírus em Roraima

por Milene Thome publicado 09/03/2020 22h02, última modificação 09/03/2020 22h02
Os Vereadores de Boa Vista conheceram os planos de prevenção dos Órgãos de Saúde contra o Coronavírus (Sars-Cov-2) em Roraima, durante Audiência Pública realizada nesta segunda-feira, 09/3, no Plenário da Câmara.

Os Vereadores de Boa Vista conheceram os planos de prevenção dos Órgãos de Saúde contra o Coronavírus (Sars-Cov-2) em Roraima, durante Audiência Pública realizada nesta segunda-feira, 09/3, no Plenário da Câmara.

O requerimento da Audiência foi aprovado pelos parlamentares e solicitado pela Vereadora Magnólia Rocha (PRB). “Esse é um momento de esclarecer a População sobre o Coronavírus e como devemos tratar e prevenir essa doença aqui no Estado. Por isso é importante fazer um relatório com orientações para a população e para outros órgãos de saúde, já que também devemos nos preocupar com as fronteiras e áreas indígenas.” – disse a vereadora.

Estiveram presentes o Presidente da Câmara Municipal de Boa Vista, Mauricélio Fernandes (MDB), o vereador Pastor Jorge Rocha (PSC), Vereador Ítalo Otávio (PR), Vereador Pastor Manoel Neves (PRB) e como secretário da Audiência, o Vereador Renato Queiroz (MDB). Foram convidados ainda representantes das esferas municipais, estaduais e federais da saúde.

A Secretária Adjunta de Estado de Saúde, Patrícia Renovato, disse que o país inteiro tem Centros de Operações Emergenciais. “Em Roraima, o Centro funciona dentro da Vigilância Epidemiológica com várias entidades municipais, estaduais e federais. Todos os dias recebemos atualizações do boletim epidemiológico e do sistema de contingência do Ministério da Saúde, além disso fizemos treinamentos de servidores de vários municípios, principalmente daqueles que fazem fronteira com a Venezuela e a Guiana.” – Relatou Patrícia Renovato.

O Ministério da Saúde divulgou nesta segunda feira (9), o número de casos registrados em todo país. São 930 casos suspeitos, 25 casos confirmados e 685 casos descartados. Nenhum caso foi registrado em Roraima.

Segundo a Secretária Adjunta da SESAU, Patrícia Renovato, “Aqui no Estado, também temos as unidades de emergência para atender pacientes com Coronavírus. A orientação para internar o paciente, segundo recomendação do Governo Federal, é somente para casos graves, e essas pessoas serão levadas para o Hospital Geral de Roraima e o Hospital da Criança Santo Antônio, e para quem é da rede particular, serão levados para UNIMED.” – Finalizou.

A Diretora do Departamento de Vigilância Municipal, Roberta Calandrini, explicou que medidas a Prefeitura de Boa Vista tem adotado nas unidades de saúde e ensino. “O município de Boa Vista avaliou os insumos que seriam necessários, também foram feitas capacitações para os profissionais médicos,

enfermeiros e servidores da limpeza, e a pessoa que apresenta sintomas de doenças respiratórias pode solicitar uma máscara cirúrgica e o atendimento é priorizado. Nas escolas públicas e privadas, os gestores foram treinados para que eles repassem aos pais e professores que as crianças não podem ficar na escola se estiverem gripadas.“ – finalizou.

A Prefeitura ainda deve repassar orientações presenciais em Hospitais Particulares e nos Abrigos da Operação Acolhida.

O Vereador Renato Queiroz, disse que agora a população pode entender que o Estado e o Município de Boa Vista estão aliados com outros órgãos para atender possíveis casos da doença. “Depois das representantes do município e do Estado explicarem sobre as capacitações e orientações do Ministério da Saúde, nós sentimos que essa rede de proteção está funcionando e o Estado está mais preparado, porém é preciso de mais atenção federal no que tange os imigrantes venezuelanos e nossas fronteiras.” – pronunciou o Vereador.

Ainda estiveram presentes a representante do Ministério da Saúde em Roraima, Andreia Maia; a Diretora Geral do Hospital Geral de Roraima, Débora Maia; a Diretora da Maternidade Nossa Senhora de Nazareth, Geisa Moreira; O chefe da Divisão de Saúde da Operação Acolhida, Coronel Chinali; o Segundo Vice-presidente do Conselho Regional de Medicina, Domingos Sávio; o Presidente da Comissão de Direitos Médicos do CRM-RR, Michael Nobrega; a Diretora de Vigilância Sanitária, Mayara Pimentel; a Coordenadora de Vigilância e Saúde, Neila Macêdo; a Diretora de Vigilância Epidemiológica, Valdirene Oliveira; o representante do ACNUR (Agência da ONU para Refugiados), Liander Reis; a representante da OAB-RR, a advogada Denise Cavalcante; o Presidente da Associação de Taxistas de Roraima, Marino Costa; a Membro da Comissão de Direitos Humanos da Polícia Rodoviária Federal, Verônica Cisz e representando a UNICEF, Delmo Vilela.

Um documento deve ser produzido com todas as orientações e ações dos órgãos de Saúde de Roraima, principalmente para tentar encontrar soluções para possíveis falhas que aconteçam nas Fronteiras.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.