Vereador Vavá do Thianguá pede para governador não extinguir Secretaria de Cultura

por milene — publicado 27/03/2019 14h20, última modificação 27/03/2019 18h01
Em pronunciamento hoje pela manhã na Câmara Municipal de Boa Vista, o vereador Vavá do Thianguá fez um apelo ao governador Antonio Denarium para que repense a decisão de extinguir a Secretaria Estadual de Cultura.
Vereador Vavá do Thianguá pede para governador não extinguir Secretaria de Cultura

Foto: Danielle Silva/Secom CMBV

Em pronunciamento hoje pela manhã na Câmara Municipal de Boa Vista, o vereador Vavá do Thianguá fez um apelo ao governador Antonio Denarium para que repense a decisão de extinguir a Secretaria Estadual de Cultura.
Em carta aberta encaminhada ao chefe do Executivo, o vereador ressaltou a importância da cultura e alerta para os danos irreversíveis que a decisão vai causar em Roraima.
“Sabemos de todas as lutas que aconteceram e todas as suadas vitorias no caminho para o fortalecimento das politicas públicas de incentivo à cultura em nosso Estado, e tornar um projeto tão importante em politica secundária, irá trazer com toda certeza prejuízos irreversíveis no patrimônio cultural humano de nosso povo.
Conforme o vereador, a cultura é hoje concebida, em todo o mundo, como base de qualquer tipo de desenvolvimento, inclusive o econômico. No Brasil, tem ocupado posição no centro do debate político e inspirado iniciativas no sentido de se organizar políticas públicas de cultura no País.
A Constituição de 1988, em seu art. 215, garante a todos os brasileiros o pleno exercício dos direitos culturais e o acesso às fontes da cultura nacional.
“Assim, tratar a cultura na sua dimensão mais ampla, como instrumento de construção da identidade de um povo, como condição de vida, como exercício de cidadania, é uma responsabilidade de Estado que o Brasil precisa assumir”, lembra.
As políticas públicas locais têm um papel central na ecologia cultural, na qual a cidade é o território do diálogo entre os diferentes e do respeito à pluralidade cultural. Da mesma forma que se busca a universalização da oferta de educação, é preciso que se trabalhe pelo acesso irrestrito aos bens culturais, acrescenta a carta aberta.
Vavá do Thianguá enfatiza que educação, cultura e Esporte sempre serão investimentos, jamais podem ser vistos como gastos, seja a curto, médio ou logo prazo, prova disso são as ações que melhoraram a qualidade de vida da população. Ele se colocou à disposição para colaborar na busca de soluções e assim, reverter decisão de extinção da Secretaria.

tomoSaima
tomoSaima disse:
14/12/2020 00h24
Mexican Pharmacy No Prescription Needed arrona <a href=https://bansocialism.com/>coupons for cialis 20 mg</a> boathsob Propecia Sirve Si
Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.