Vereadores participam de assinatura de ordem que dá início às obras do Parque do Rio Branco

por José Lucas publicado 08/02/2018 23h10, última modificação 08/02/2018 23h08
O parque é a revitalização do “Beiral”. Com o fim das obras, o local se tornará um novo ponto turístico da capital
Vereadores participam de assinatura de ordem que dá início às obras do Parque do Rio Branco

Vereadores, prefeita e senador participaram do evento (Foto: Patrício Bispo)

Vereadores de Boa Vista participaram nesta quinta-feira, 8, da assinatura da ordem de serviço para o início das obras do Parque do Rio Branco. O evento contou com a prefeita Teresa Surita (MDB), o senador Romero Jucá (MDB) e secretários municipais, como o adjunto de Obras e Urbanismo, Antonio Guga Carvalho.

Entre os parlamentares presentes na solenidade, estava o presidente da Câmara, Mauricélio Fernandes (MDB), o primeiro-secretário Rômulo Amorim (PTC), o líder da Prefeitura na Casa, Zélio Mota (PSD), além de Mirian Reis (PHS), Nilvan Santos (PSC), Renato Queiroz (PSB) e Vavá do Thianguá (PSD).

O Parque do Rio Branco trata da revitalização da área de interesse social Caetano Filho, o “Beiral”. Com o fim das obras, o local se tornará um novo ponto turístico da capital.

Teresa Surita destacou a importância da Câmara de Boa Vista na realização das obras, uma vez que o Poder Legislativo aprovou, em 2017, um Projeto de Lei que autorizou o Executivo a desapropriar as casas da localidade e indenizar as famílias - até o momento, já são R$ 21,8 milhões em indenizações pagas com recursos próprios da Prefeitura de Boa Vista.

“É uma parceria para que Boa Vista fique uma cidade melhor a cada dia. Eu recebo os vereadores para que discutam projetos, programas. É uma relação de uma instituição para a outra, a qual eu me orgulho muito”, disse a prefeita.

Mauricélio Fernandes, por sua vez, parabenizou à Prefeitura e Jucá, que obteve os recursos necessários para executar as obras. “A Câmara Municipal está aqui representada para prestar apoio e dizer que estamos juntos sim, em todas as ações do Executivo. Todos os vereadores já demonstraram o seu compromisso com Boa Vista”, declarou.

Para Zélio Mota, a obra é o início de um “sonho do povo boavistense”, que fortalecerá o turismo na cidade, gerando renda para os munícipes. “Esta estrutura, sem sombra de dúvida, vai trazer uma melhoria na qualidade do desenvolvimento social da nossa cidade”, ressaltou o vereador.

O PARQUE DO RIO BRANCO

As obras irão contemplar a elevação da Avenida Sebastião Diniz, canalização do córrego Caxangá, macrodrenagem, ajuste do nível da área para prevenção de enchentes, e a instalação de equipamentos que promovam a atração do público e o turismo no local, como marina flutuante, cortinas d’água e calçadão.

Com a assinatura da ordem de serviço, a primeira etapa das obras foi iniciada e deve terminar em até 18 meses, contemplando: a canalização do Caxangá, da Avenida Ville Roy até a Foz do Rio Branco; a elevação da Sebastião Diniz; e o ajuste no nível da área de prevenção de enchentes. Só para esta fase, o investimento é de R$ 46 milhões, fruto de convênio com o Ministério da Integração Nacional, com o apoio do senador Romero Jucá.

Nesta quinta, o senador revelou que conseguiu R$ 35 milhões para a execução da segunda etapa da obra, que será a reurbanização da área com transformação do espaço em um parque público. A fase será executada depois da conclusão da primeira.

Pensado em receber a cheia do rio sem prejuízo à estrutura, o parque foi elaborado pelo arquiteto Claudio Nina, o mesmo que projetou a Ponta Negra, em Manaus (AM).

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.